quinta-feira, 12 de junho de 2014

#11 : VAMOS ESPALHAR AMOR


A autoria do pensamento é incerta (e em em tempos de internet sabe-se lá mesmo qual é a verdade)....Alguns dizem que é do Arthur da Távola, outros do Carlos Drummond de Andrade, o que é certo mesmo é que  certa vez questionou-se em um texto sobre a importância de ter ou não ter namorado e em cima dessas premissas principais desenvolveu-se toda uma narrativa onde na minha modesta compreensão, independente se você tem ou não tal figura em sua vida, o que não pode nos faltar É AMOR. (Caso não conheça o texto em questão leia-o aqui: http://pensador.uol.com.br/frase/MTk1MTU)

Eu não tenho namorado e digo isso sem vergonha alguma, mas não consigo viver sem amor. 
Na minha vida o amor "mora" em vários lugares....naquele e-mail que eu recebo, nas mensagens de carinho do meu Facebook, naquele recadinho de whatsapp inesperado, naquele programa não agendado que surge numa quinta feira a noite, naquele passeio num domingo de sol, naquela xícara de café no meu recanto favorito da cidade, naquele café da manhã com os meus amigos, naquele dia de outono em que eu vou ler no jardim botânico, naquela ida e vinda pro trabalho onde ás vezes um raio de sol cruza a vidraça e te atinge, ou pela luz da lua que entra pela janela do meu quarto, aquele abraço quando eu mais preciso.....são pequenos, são frágeis, são delicados e são momentos... momentos de felicidade que passam bem fulgásmente e "escorrem" pelos dedos, mas mesmo sendo tão rápido, tão raros,tão efêmeros são tão importantes e eu gosto de dizer isso para todos que me cercam o quanto a presença deles em minha vida é essencial.

Talvez seja por isso que eu ache tão mais legal o dia de São Valentim(14 de fevereiro) do que o dia dos namorados(12 de Junho). Não julgo quem acha a data importante, só que também não me julguem por preferir celebrar o amor em outras datas...preferir celebrar o amor todos os dias como ele merece ser celebrado. Há quem diga que a data é meramente comercial,como outras estipuladas pelo calendário,o que eu acho é que assim como outras, é um LEMBRETE VÁLIDO

Pelo pouco que eu conheço da tradição,no dia de São Valentim, todas as formas de amor são valorizadas e não somente amor de homem e mulher,mas também o amor entre amigos, entre irmãos, entre pais e filhos. Nessa data o amor ganha um sentindo mais amplo do que apenas ter aquela pessoa querida ao seu lado.Talvez a amplidão que eu considere compatível com o sentimento. Lógico que também o lado comercial e toda uma industria voltada para isso...flores, cartões, presentes, champanhes,restaurantes,jantares etc etc etc

Na minha cabeça e no meu "pobre coração aprendiz e apaixonado e inocente", o amor é o sentimento mais nobre e verdadeiro que existe no mundo. Ele que faz isso tudo valer a pena. 
E eu fico muito triste de viver em um mundo em que o amor está tão escasso. Onde existe tanta maldade, tanta intolerância, tanto desgosto,tanta pobreza, tanta miséria,tanta inveja,tanta agressividade,tanta violência, toda uma gama de energias e sentimentos negativos e ruins em tantos níveis, por aí.

Nesse dia 12 de Junho, o que eu gostaria que acontecesse mesmo, é que o amor se estendesse e se espalhasse como a energia transformado que sabemos que ele é. 
Que se manifeste de todas as formas... que haja o amor tolerante, o amor paciente, o amor benigno,o amor sensual, o amor fraternal, o amor familiar, o amor amigo, amor companheiro, o amor gentil. 
Que exista mais ternura, gentileza, carinho, humanidade, educação, generosidade, humildade e afeto com o próximo e que todas essas formas sejam comemoradas, celebradas, presenteadas. Que amor seja aquilo que nunca nos falte. 

Pablo Neruda, um eterno apaixonado, disse certa vez que: "Se nada nos salva da morte, pelo menos que o amor nos salve da vida". Que assim seja Neruda, porque uma vida sem amor deve ser muito árida e dificil de ser vivida.

Feliz dia dos namorados para quem tem namorado e um feliz dia do amor para todas as pessoas.



Postar um comentário